logo

Oficina Escola Profissionalizante


Desde 2011, o Sistema Prisional Paulista vivencia uma nova forma de capacitação profissional. Trata-se da Oficina Escola Profissionalizante.

A principal característica de uma Oficina Escola é capacitar e formar profissionais qualificados para atuar no segmento proposto (seja na área da confecção, do artesanato em madeira, entre outros possíveis), como empreendedores individuais ou em grupos organizados, a partir dos conhecimentos adquiridos para utilização de ferramentas, máquinas e equipamentos, orientados por especificações e padrões de qualidade exigidos pelo mercado.

Além da Penitenciária de Irapuru, pioneira no sistema, a experiência também acontece nas Penitenciárias de Andradina e de Riolândia, e no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Taubaté. Atuando nos segmentos de Artesanato em Madeira, Confecção e Costura Industrial, as oficinas oferecem qualificação profissional por meio de parceria com instituições de ensino.

Todas as Oficinas Escolas estão ligadas ao Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania – “De Olho no Futuro”, cujo objetivo é proporcionar às pessoas privadas de liberdade a formação social com a finalidade de atender o princípio da formação integral - o saber ser e o saber fazer.

Estas quatro Oficinas Escolas representam um novo paradigma ao trabalho ofertado no Sistema Prisional, agregando qualidade aos produtos e capacitação formal e certificada de todos os envolvidos.