logo

Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania – “De Olho no Futuro”


Lançado oficialmente em 17 de junho de 2013, o Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania - “De Olho no Futuro“ visa proporcionar às pessoas privadas de liberdade a participação em atividades teórico-práticas que possam favorecer mudanças no seu comportamento e que propiciem o desenvolvimento de competências e habilidades. A finalidade é ampliar as possibilidades de êxito da sua reinserção na vida em sociedade.

Em razão dos bons resultados atingidos no sistema prisional paulista, a Secretaria da Administração Penitenciária publicou em 2014 a Resolução SAP nº 136/14 que “Institui, na Secretaria da Administração Penitenciária, sob responsabilidade da Funap – Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel”, o “Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania” (Publicado em 24/09/2014 no Diário Oficial - Poder Executivo - Seção I, São Paulo, 124 (180) – 9), consolidando o programa “De Olho no Futuro” como uma política pública de Estado.

Em 2015, a iniciativa foi certificada como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil.



O Programa está baseado na realização de ações integradas em três pilares: a formação social, a formação profissional e as atividades culturais.


Formação Social

O Programa está estruturado a partir de ações que viabilizam a formação social (o saber ser), que acontece através de cursos livres compostos por 10 (dez) módulos de 12 (doze) horas cada, que contribuem no desenvolvimento de competências e habilidades. Os módulos que compõem a formação abordam os seguintes temas: Comunicação e expressão; Arte e trabalho; Superação, criatividade e inovação; O mundo do trabalho; Caminhos e possibilidades profissionais; Empreendedorismo; Posicionamento estratégico; Meio ambiente e sustentabilidade; Relações sociais e políticas; Cidadania e ética.



Formação Profissional

Através de parcerias firmadas com instituições de ensino e organizações da sociedade civil, como o SENAI Araçatuba, Instituto Neotropica, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), IBF, ETEC Prof. Milton Gazzetti/Centro Paula Souza e o Grupo Teleport, a Funap centra esforços no Programa de Qualificação Profissional, oferecendo cursos profissionalizantes com certificação, na perspectiva da formação integral do indivíduo (cidadania, cooperativismo, empreendedorismo, gestão, etc.) com ênfase em profissões de exercício autônomo como futuros Microempreendedores Individuais.




Atividades Culturais

Considerando a cultura enquanto elemento fundamental para a formação das pessoas e, considerando que o acesso à produção cultural é direito de todo cidadão, a Funap investe em atividades culturais como uma importante alternativa para a formação cidadã e emancipação dos sujeitos. São oficinas de teatro, saraus literários, apresentações de dança, aulas de música e pintura, clubes de leitura, cinema, entre outras atividades.